sábado, 28 de julho de 2012

Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo

(1 Coríntios 11:1)





Muitos cristãos já devem ter questionado essa declaração do apóstolo Paulo. E pode ser que você também já tenha feito isso e se perguntado: mas como pode alguém ser tão presunçoso a ponto de dizer que é um imitador de Cristo? É interessante pensar nesse assunto porque apesar de Paulo também ter falhas e cometer erros, ainda assim ele se apresenta como um imitador de Cristo. E isso, com certeza, não é presunção. Até porque, se ele não fosse imitador de Cristo, de quem mais seria?


Ser imitador não significa ser exatamente perfeito como aquele que estamos imitando. Ser imitador significa que desejamos ser como Ele é. Isso está muito mais ligado a uma questão de desejo, de vontade. Imitar é tentar ser igual, tentar fazer igual. (E tem gente que imita melhor enquanto outros imitam pior...). Enfim, é por isso que precisamos ser imitadores de Cristo. Precisamos tentar andar como Ele andou, amar como Ele amou, perdoar como Ele perdoou. Isso sim é ser imitador! Guarde no seu coração: Imitar é tentar ser igual, tentar fazer igual; não significa ser exatamente perfeito como aquele que estamos imitando.


Irmão Garotinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário